quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Rygar

Rygar é um jogo que marcou muito a minha adolescência. Apesar de ser um game próprio para minha infância, eu só fui ter conhecimento dele e contato um bom tempo depois. Eu já conhecia Chelnov e o identifiquei MUITO com o Rygar por conta do pulo e que ele também serve como ataque quando pisa nos inimigos. Também o identifiquei com o Black Tiger, porque o personagem usa uma corrente que embora não seja parecida é uma arma bem similar. Chicote, corrente, por aí vai. 

Bem, nessa primeira vez que eu vi o jogo, gostei logo de cara. Estava de passagem em um fliperama de Sobradinho - DF, joguei uma ficha nele, não durei 3 minutos e já precisava ir embora. Estava com um amigo que era bem mais velho do que eu, o Flávio (que Deus o tenha). Um amigo que infelizmente faleceu, mas que foi muito querido e deixa saudades até hoje. Ele disse que precisávamos ir para a casa dos nossos amigos e eu não pude jogar novamente. Ainda bem que eu tinha bom senso.
Depois de alguns anos, vi Rygar novamente num fliperama perto da minha casa. Na hora eu o reconheci e não perdi tempo: de cara, inseri duas fichas porque eu estava disposto a ir o mais longe possível. Claro que isso não aconteceu e precisei de muito treino para saber o que fazer para terminar o jogo.

Por muitos meses, eu o joguei e não fazia ideia de quantas fases esse game tinha. Um dia, o técnico responsável pelas máquinas apareceu no bar/fliperama e eu perguntei quantas fases o Rygar tinha. Ele me respondeu: 27!! Eu só chegava na 14, 15 no máximo. Eu quase desisti antes de saber o número de fases e graças a isso eu reanimei jogar. 

Apanhei ainda por muito tempo e para terminar de ferrar tudo, o jogo não tinha continues a partir da fase 21. Sendo assim, procurei ao máximo economizar as vidas para chegar até o final. O engraçado é que eu não jogava para fazer pontos, pois o que eu mais queria era zerar aquilo. Importante dizer que quando eu começava a jogar os games, mesmo que eu precisasse dos continues o feito era apenas zerar/terminar os jogos. Depois eu me preocupava com placar, zerar com o mínimo de continues e se possível, 1 C/C, mas era trabalho para pensar depois.

Finalmente, depois de tanto esforço, eu cheguei na fase 27. A fase mais diferente de todas. Aquilo parecia um castelo e o fundo também era bem chamativo. Fiquei desesperado de medo, nervoso e tremia de ansiedade, consegui terminar a fase e vi o último chefe. Eu estava com a última vida e ao invés de tentar matar aquele bicho (ele é um leão com corpo de homem forte), eu levei um grande susto, quase caindo no chão e batendo a cabeça no mesmo. Autismo total, não é mesmo?? Tinha um amigo meu que estava torcendo por mim e me chamou de retardado por causa daquilo. Como eu me arrependo de ter sido frouxo naquele dia, hahaha. Bem, quando eu voltei determinado a zerar, tiraram a máquina do lugar e a substituíram por uma WONDER BOY. Fiquei muito chateado porque não sabia em qual cidade teria outra Rygar para eu jogar.

O jogo é aparentemente fácil, sem chefes no final de fases, apenas o último mesmo. É objetivo, rápido, estratégico e de vez em quando exige um pouco de reflexos, principalmente quando o tempo acaba, pois a morte (uma cabeça monstruosa que voa) quer a todo custo acertar o personagem. A solução é apenas desviar, visto que ela é imortal. 

O personagem pode contar com os seguintes power-ups:

COROA - Deixa a corrente ainda mais poderosa podendo matar muitos inimigos com um só ataque
ESTRELA - A corrente tem maior alcance.
TIGRE - Ao pisar em um inimigo, ele fica parado e indefeso por alguns segundos. Com o tigre, o inimigo morre ao ser pisado.
CRUZ - É um escudo que deixa o personagem invencível por alguns segundos, mas ele não pode cair em fossos ou buracos
SOL - Faz com que a corrente mude o formato e atinja inimigos aéreos ou que vêm de cima com maior facilidade.

Uma dica: se quiser jogar para fazer pontos, ao invés de tentar passar a fase o mais rápido possível para ganhar pontos por meio do bônus do tempo, procure matar o máximo de inimigos, evitando que a morte o acerte. Fazendo isso pela maioria das fases fará com que você aumente e muito o seu placar.

Quando eu fiz 1.000.000 de pontos, eu fiquei doido de alegria, achando que eu tinha virado um mestre nesse jogo. Qual foi a minha ilusão quando eu fui no MARP e vi que o recorde na época era de mais de 6.000.000 pts, feitos pelo jogador BBH. O tempo foi passando e muitas pessoas bateram esse recorde, até aparecer um super jogador chamado:

SHAHBAZ!

Ele agora é meu amigo e ele é paquistanês. Fez mais de 9.600.000 pts. e pretende bater o recorde japonês de 12.000.000 pts. Eu acredito nele e sei que ele é capaz de chegar lá. Suas partidas são fenomenais e muito interessantes de assistir. Aprendi muito com suas jogadas, habilidades e estratégias. Jogo Rygar por mera diversão, mas sempre lembro com saudades dos velhos tempos em que ele estava nos fliperamas e as pessoas se juntavam para ver quem derrotaria o temível LEÃO FORTÃO!


11 comentários:

  1. Primeiramente parabéns pelo review, mestre Innuendo. Eu como sou um noobaço (noob + cabaço) nesse jogo, chegava na 15ª tela e dali não conseguia prosseguir. Digo que desatei a rir na parte em que você tomou um susto, é sério essa parte de que você caiu no chão?! Seria um precursor daquele fantasmagórico jogo do labirinto tão famoso na internet.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mestre Jorge, meu amigo ficou rindo bastante e também ficou muito puto. Ele falou: "Que idiota, cara. Por que vc não matou o chefe, porra?". Hiohahaioahohaoihaoia.

      E eu acho que foi um precursor, sim. Graças a ele eu tomei um grande susto, hahahahaahaah. :)

      Excluir
    2. Ola meu amigo, não pude de deixar de ler seu post, me fez lembrar da minha adolescencia.Moro no Sul de Minas Gerais, e joguei Rygar por um bom tempo, meu placar na minha cidade foi 6.838.640, achei que era o maior recorde até hoje, ao ler sua matéria.Gostei muito de ler qdo vc chegou na ultima fase...realmente diferente de todas..especial...diferente...Uma pergunta você nunca terminou o jogo?

      Excluir
    3. Antes de mais nada, muito obrigado pelo comentário, Jésus. Fico feliz que as pessoas estejam lendo e visitando o blog.

      Rygar é um dos meus jogos favoritos. Gosto demais dele. Eu consigo terminar o jogo, mas nunca superei a minha melhor pontuação que é algo em torno de mais de 5.800.000 pts.

      Um jogador bateu o recorde do Shahbaz. O vídeo está no YouTube. Mais uma vez, obrigado pela visita.

      Excluir
  2. Ola meu amigo, realmente vi o video, o cara é muito bom mesmo.Teve 01 jogador que fez 22 milhões (André Camilo)mas não sei que tipo de trapaça usou (o link http://www.youtube.com/watch?v=ZziemFdQfv0).Vou começar a jogar de novo e ver quanto consigo fazer de pontos.Até mais!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim,é uma trapaça. Essa é uma rom hackeada chamada Rygar Ultimate. Por isso que ele fez esses pontos. Ele não filmou toda a partida porque ele não jogou o game original. O recorde mundial japonês ultrapassa os 12 milhões de pontos.

      O recorde mundial ocidental é esse aqui:

      http://replay.marpirc.net/r/rygar

      Excluir
  3. Ola amigo, é com grata surpresa q consegui achar o nome deste jogo, pois a tempos venho tentando acha-lo, joguei muito quando adolescente nos flip's de SP, mas nunca fui bom nesse jogo, mas sempre adorei o jogo pelas fases e por tudo ... quando eu trabalhava de "boy" no centro de SP era so passar do lado destas varias casas de flip's q existiam , q so de ouvir o barulho do jogador lançando/rodando o escudo q la ia eu passar uma tarde de folga jogando rss...adorei achar o seu blog.... e gostaria de saber como eu faço pra conseguir jogar esse jogo outra vez....abraço e parabens pelo blog..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo. Obrigado pele seu comentário. Bem, eu acho que o mais importante é se divertir e reviver coisas boas do passado. Fico feliz que você tenha gostado da postagem e lembrado dos velhos tempos. É bem parecido com o que eu vivi aqui em Brasília.

      Para você jogar esse jogo, você deve ter um emulador (MAME) e a rom (RYGAR). Pesquise um pouco sobre a emulação do MAME. É bem simples, fácil e acessível. Abraços e obrigado novamente.

      Excluir
  4. Cara, parabéns pelo blog. Muito bem escrito.
    Sobre o Rygar, o conheci em 1989 em um fliperama aqui na minha cidade.
    O que mais me chamou a atenção no jogo foi a música. Para mim, a mais espetacular dos jogos antigos do Arcade. O baixo dá um tom sinistro ao jogo, sensacional.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. muito interessante, parabéns amigo, eu sou um como vocês que na minha infância adorava jogar rygar, perdia inúmeras fichas para conseguir passar da terceira fase, muitos anos depois, aqui estou jogando rygar no pc, agora sem precisar gastar dinheiro jogo mais tranquilo, entretanto, não consigo passar da fase 21, será que tem algum macete?

    ResponderExcluir
  6. sou do Rio de janeiro, entre em contato comigo pelo zap 21 974591830

    ResponderExcluir